E porque não um retiro permeado de ensaios?

Terço e GuitarraHá agentes pastorais da Igreja que, por vezes, são esquecidos do ponto de vista do acompanhamento ou assistência espiritual, uma vez que a avaliação do seu sucesso se baseia meramente numa boa autação litúrgica. É, porventura, o caso dos elementos de um coro. O retiro permeado de ensaios é uma prática que não se ouve muito falar, mas que não é estranha aos elementos de um coro que, para desenvolver a sua profissionalidade, optam por se retirar (literlamente) da sua terra para um lugar distante. Objetivo: preparar uma ou várias obras musicais difíceis para um momento importante do ano pastoral. Entretando, como um coralista cristão não vive só de música, é preciso providenciar logística, as refeições, momentos de convívio e lazer e de oração.

Um fim-de-semana ou um só dia que seja podem servir para se proporcionarem momentos em que se trabalham ou aprofundam as dimensões espiritual, teológico-litúrgica e técnica de um músico ao serviço da animação litúrgica. Na verdade, o frenesim do dia-a-dia ou da semana-a-semana do ano pastoral nem sempre deixar realizar essas oportunidades. Acontece, não raras vezes, uma execussão musical excelente de cânticos nas celebrações litúrgicas, muito embora não tenha havido tempo de aprofundar a Palavra de Deus que inspira os cânticos, nem de conhecer claramente o âmbito litúrgico que solitica os mesmos.

Urge, pois, fazer caminhada de acompanhamento específico daqueles que, heroicamente, dedicam tempo ao cuidado deste aspeto importante da Liturgia: o canto, a várias "vozes", não só de naipes, mas também de dimensões com que se tece uma vida cristã íntegra.

  • Visualizações: 18

Copyrights

Todos os conteúdos publicados neste website servem para a formação, celebração e vivência da fé dos jovens de forma gratuita. Os autores dos textos e dos cânticos autorizam a sua publicação conforme se encontram. Agradece-se que a divulgação destes conteúdos seja acompanhada do endereço deste website: www.cantaecaminha.pt.